Ricardo Bergamini

DIZ NÃO TER ENCONTRADO IRREGULARIDADES DA GESTÃO PETISTA

0 Comentários 19 julho 2017

Amigo Peringer

É lamentável ver um amigo de longa data se desmoralizando profissionalmente vencido que foi pela vaidade por um cargo de merda num governo de merda que está em estado de coma.

Ricardo Bergamini

PRESIDENTE DO BNDES DIZ NÃO TER ENCONTRADO IRREGULARIDADES DA GESTÃO PETISTA

Provérbios 16:18 – O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade faz cair na desgraça.

De: peringer@terra.com.br [mailto:peringer@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 18 de julho de 2017 18:40
Para: Ricardo Bergamini
Assunto: Re: BNDES, o banco da propina, precisa de uma Lava Jato – 03

Acabei e escvrever mnuma rede liberal da qual faço parte, Bergamini. que “O artigo do Paulo Rabelo é mais falso do do que uma nota de três reais, tanto no sentido econômico real quanto monetário. Aliás, trata-se de algo paradoxal, vindo de um sujeito que se diz formado na na Universidade de Chicago,  do saudoso Milton Friedman, que ensinou que “Inflation is always and everywhere a monetary phenomenon in the sense that it is and can be produced only by a more rapid increase in the quantity of money than in output”.  Há quem explique essa postura pelas suas desde posições burocráticas no governo Michel Temer. Mas trocar os argumentos científicos,  pelos políticos e bucrocráticos, não reduzem em nada a falsidade deles, nem a mediocridade do autor… ”
Abs
Peringer
Prezado Senhores

BNDES: fonte primária da corrupção no Brasil elogiada pelo novo presidente do banco.

 PRESIDENTE DO BNDES DIZ NÃO TER ENCONTRADO IRREGULARIDADES DA GESTÃO PETISTA

Questionado sobre o que encontrou no BNDES, ao assumir a presidência do banco há um mês e meio, o economista  Paulo Rabelo diz ter encontrado “muito talento” e desmistifica o que ele chama de “ranço” de “brasileiros que se dizem liberais” contra o que eles consideram ser “fomento demais, desenvolvimento demais”; ele rebate afirmações de Marco Antonio Villa, da Jovem Pan, de que o negócio do banco com a JBS tenha dado prejuízo; “Você é um historiador, não pode ficar falando as coisas como está falando aí pelo microfone sem fazer uma investigação”, disse.

BNDES, o banco da propina, precisa de uma Lava Jato

O PT usou a agência de fomento para afagar aliados políticos e empresariais, como a JBS, transformada em gigante à custa do banco. É hora de enfrentar todos esses esqueletos 

VANDERLEI ALMEIDAAFP

 

À medida que a Lava Jato foi avançando, era comum ouvir de integrantes da força-tarefa que não havia por que duvidar que esquemas similares de corrupção tivessem sido estabelecidos em outras empresas do governo. Nada justificaria a existência de desvios somente na Petrobras. A única diferença é que essa era a única meada que já apresentava um fio bem visível. O MPF está puxando há três anos e ainda parece não ter fim.

ASSINE A GAZETA DO POVO E TENHA ACESSO ILIMITADO AOS NOSSOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS.

A delação da JBS reforça essa tese. Escancara outro poço em que é necessário tapar o nariz e mergulhar a fundo: o BNDES.

O escândalo da Odebrecht já dava as linhas centrais de como o banco de fomento transformou-se em banco de propina nos anos do petismo. Uma estrutura de financiamento público criada para acelerar o desenvolvimento do país foi transformada em fonte para afagar aliados, camuflar doações ilegais e irrigar contas petistas.

O caso da JBS, contudo, é mais grave. A Odebrecht pode dizer que já era gigante sem os financiamentos camaradas para investir no exterior. A JBS, não. De porte médio, passou a campeã nacional com projeção fora do país. Teve sua escalada patrocinada por dinheiro público em troca de propina, mediante financiamentos bilionários com comissões clandestinas graúdas repassadas a agentes políticos. Concorrência desleal temperada com corrupção.

A JBS lucrou tanto à custa do BNDES que seu dono não hesitou em despejar, segundo sua delação, U$ 150 milhões em contas no exterior para Lula e Dilma, para ficar em apenas um exemplo. Bolada que faz parecer troco de pinga a cesta de Natal de R$ 17 mil pedida por Guido Mantega.

Joesley Batista acostumou-se tanto à porta escancarada pelo PT no BNDES que avançou em direção ao Cade, à Receita Federal e aos ministérios. Certamente não foi o único. Para não correr o risco de perder a boquinha, despejou milhões nas campanhas de Dilma e Aécio em 2014. E quando viu seus interesses escusos sob ameaça, pressionou para que Henrique Meirelles lhe estendesse o tapete vermelho na Fazenda e para que Maria Silvia, bem menos leniente que o antecessor Luciano Coutinho, fosse substituída.

A JBS é apenas um caso de polícia dentro do BNDES. Tem a Odebrecht, a OAS, a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa. Os estádios da Copa. Todos os PACs. Os financiamentos sigilosos de obras em países alinhados ideologicamente ao PT. O império X de Eike Batista.

Se o Brasil transformou-se em propinocracia sob Lula e Dilma, o BNDES foi o grande financiador desse sistema de governo espúrio. Arrancar os esqueletos de todos os armários do banco é fundamental para consertar o muito mal feito que ficou para trás. E permitir ao BNDES cumprir o papel adequado do estado: o de financiador de áreas em que a sociedade é incapaz de se desenvolver sozinha. Não o de patrocinador da perpetuação de projetos de poder e a consolidação desleal de empresas que se sujeitam a jogar o jogo sujo.

 

Ricardo Bergamini
(48) 99636-7322 (48) 99976-6974
ricardobergamini@ricardobergamini.com.br
www.ricardobergamini.com.br

Deixe sua opinião

Poste um comentário

Samaúma Online

Portal


Entre no PORTAL MAÇÔNICO. - Restrito. - Utilize-se da Senha de nove letras minúsculas em que se devem considerar termos no plural.


Mozart – Gran Missa en do m.-10. Et Incarnatus est (Bernstein)


O G20 só fortaleceu Donald Trump.


Basílica de São Pedro


Cenário Brasil e os mercados financeiros aqui e no mundo

Explica ou te devoro
fotos através de paredes
O contrário do Amor é o Poder

Cubana defende Trump e o Agradece


o manual do IDIOTA útil

 

Thatcher sobre Sindicatos e Ocupações
Diego Amorim entrevista o presidente do IBGE
Vaidade das vaidades tudo é vaidade?│Monja Coen

© 2017 Samaúma. DESENVOLVIDO POR IDEIAS WEB COM WordPress.