A aprovação de reformas passa por negociações que nada têm de republicanas, embora sejam de interesse nacional