Notícias

A MÃE DE TODAS AS INJUSTIÇAS

0 Comentários 07 maio 2017

por Gilberto Simões Pires. 

Pelo que informam as pesquisas de opinião pública, mais da metade da população brasileira não tem ideia (ou não se preocupa com o assunto, infelizmente), de que entre as inúmeras e preocupantes INJUSTIÇAS SOCIAIS

praticadas no nosso empobrecido país, a MAIOR (ou a MÃE de todas), sem comparação ( inclusive no mundo todo), está na nossa PREVIDÊNCIA SOCIAL.
CLASSES
Além da flagrante INJUSTIÇA que (repito pela enésima vez) representa a simples e nojenta existência de DUAS CLASSES DE BRASILEIROS, onde:
1- a PRIMEIRA CLASSE (minoria) é destinada apenas aos privilegiados servidores públicos, que se aposentam pela INTEGRALIDADE DOS SALÁRIOS; e,
2- a SEGUNDA CLASSE (maioria) destinada à ralé , ou INSS, que recebe, no máximo, R$ 5.579,00 (teto),
há uma outra, ainda mais estúpida e incompreensível: quem sustenta os privilegiados ocupantes da PRIMEIRA CLASSE é o povo, através de impostos cada vez mais altos. Pode?
POUCO INTERESSE
Pois, nem explicando isto de forma clara, fundamentada em números oficiais, o povo (GRANDE PREJUDICADO) não mostra grande interesse, pelo que revela a pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Vejam que apenas 19% da população afirma estar por dentro do processo e alterações.
IMPOSTOS
É inegável que as DUAS CLASSES provocam constantes, e cada vez maiores, ROMBOS nas contas públicas, anualmente. Ora, DÉFICITS (ou ROMBOS) nas contas governamentais são cobertos por:
1- impostos à vista; e,
2- impostos a prazo, em forma de títulos públicos (endividamento).
Daí o tamanho da nossa CARGA TRIBUTARIA (quase 40% do PIB) e da nossa DÍVIDA PÚBLICA, que já chega a 76,85% do PIB. Que tal?
DÉFICITS
Ainda que muita gente não tenha ideia do assunto é preciso enfatizar que a PROPOSTA ORIGINAL da REFORMA (??) DA PREVIDÊNCIA, por ser tímida, não visava acabar com os DÉFICITS que se verificam de forma crescente em ambas as CLASSES.
Observem que:
1- em 2016, o rombo do INSS foi de R$ 149,7 bilhões ;
2- e o mega rombo da Previdência dos servidores públicos – da União, dos 26 estados, do DF e 2087 municípios mais ricos, com apenas 9,9 milhões de participantes (6,3 milhões de contribuintes e 3,6 milhões de beneficiários) gerou um déficit previdenciário da ordem de R$ 155,6 bilhões .
ORIGINAL EM QUÊ??
Agora, atenção: a PROPOSTA ORIGINAL (???), se aprovada, previa uma economia de R$ 800 BILHÕES EM 10 ANOS (ou seja R$ 80 BILHÕES POR ANO). Como o DÉFICIT (apenas da União) supera os R$ 300 bilhões/ano, a situação continuaria péssima.
MONSTRENGO
Pois, ainda mais atenção: as modificações que foram feitas até agora no texto original, que, pasmem, continua desagradando 71% dos brasileiros, a economia cai para menos de R$ 600 BILHÕES EM 10 ANOS (ou menos de R$ 60 BILHÕES/ANO).
Ora, se esta REFORMA passar ( que ainda está muito difícil) o Brasil continuaria mergulhado em ROMBOS CRESCENTES DA PREVIDÊNCIA e, principalmente, COMETENDO A MAIOR INJUSTIÇA SOCIAL jamais vista neste planeta. Tá bom assim?

 

 

Artigo publicado em

Deixe sua opinião

Poste um comentário

Samaúma Online

Portal


Entre no PORTAL MAÇÔNICO. - Restrito. - Utilize-se da Senha de nove letras minúsculas em que se devem considerar termos no plural.


Cenário Brasil e os mercados financeiros aqui e no mundo

Explica ou te devoro
fotos através de paredes
O contrário do Amor é o Poder

Cubana defende Trump e o Agradece


o manual do IDIOTA útil

 

Thatcher sobre Sindicatos e Ocupações
Diego Amorim entrevista o presidente do IBGE
Vaidade das vaidades tudo é vaidade?│Monja Coen
Vinho dos desertos - Israel

© 2017 Samaúma. DESENVOLVIDO POR IDEIAS WEB COM WordPress.